O portal da Arquitetura,
Engenharia e Construção
Receba Boletins e Informativos. Saiba mais
Fechar


  • Home

  • Seta Cima Fornecedores
  • Seta Cima Produtos
  • Seta Cima Arquitetura
  • Seta Cima Equipamentos
  • Seta Cima Revista Digital
  • Seta Cima Web Seminários
  • Seta Cima Conexão AEC
  • Seta Cima Blog
Seta Direita

Busca por Fornecedor ou Produto Utilize a barra de busca para procurar
o fornecedor ou produto que você deseja!

> > > Ministério dos Transportes assume imóveis em aeroportos brasileiros

Ministério dos Transportes assume imóveis em aeroportos brasileiros

Áreas, que estavam sob gestão do Comando da Aeronáutica, serão destinadas à concessão para a construção de shoppings, hotéis e outros empreendimentos comerciais

Texto: Nathalia Lopes

Áreas, que estavam sob gestão do Comando da Aeronáutica, serão destinadas à concessão para a construção de shoppings, hotéis e outros empreendimentos comerciais


O Aeroporto de Guarulhos é um dos 150 terminais que abrigam áreas para investimento imobiliário (crédito: ESB Professional/Shutterstock)

12/05/2017 – O Ministério dos Transportes (MT) é o novo responsável pela administração de mais de 450 imóveis localizados em 150 aeroportos. As propriedades estão alocadas em aeródromos regionais e em grandes terminais do país, como o Aeroporto de Guarulhos. Anteriormente os imóveis estavam sob gestão do Comando da Aeronáutica (COMAER).

A posse foi oficializada ontem, por meio de uma Instrução Normativa Interministerial assinada por Maurício Quintella, ministro dos Transportes, Portos e Aviação Civil, e por Dyogo Oliveira, ministro do Planejamento. O Governo Federal acredita que a mudança deve acelerar a concessão de áreas aeroportuárias para a iniciativa privada, além de controlar a gestão, atualização e regularização desses patrimônios – que estavam irregulares desde 2011.

Essas propriedades são consideradas áreas estratégicas do setor, não somente pela possibilidade de expansão aeroportuária, mas também pela capacidade de exploração econômica. Por esse motivo, grande parte será destinada a criação de empreendimentos imobiliários, como shoppings, hospitais, centros de conveniência, hotéis etc.

Gostou deste conteúdo? Cadastre-se para receber gratuitamente nossos boletins.

Complete seu cadastro

Receba gratuitamente os Boletins e
Informativos do Portal AECweb.

+55 (11) 3879-7777

Fale conosco