O portal da Arquitetura,
Engenharia e Construção
Receba Boletins e Informativos. Saiba mais
Fechar


  • Home

  • Seta Cima Fornecedores
  • Seta Cima Produtos
  • Seta Cima Arquitetura
  • Seta Cima Equipamentos
  • Seta Cima Revista Digital
  • Seta Cima Web Seminários
  • Seta Cima Conexão AEC
  • Seta Cima Blog
Seta Direita

Busca por Fornecedor ou Produto Utilize a barra de busca para procurar
o fornecedor ou produto que você deseja!

> > > Emprego na construção civil brasileira encolhe pelo 30º mês seguido

Emprego na construção civil brasileira encolhe pelo 30º mês seguido

De outubro de 2014 até o último mês de março, cerca de 1,1 milhão de vagas foram eliminadas; segundo o presidente da Sinduscon-SP a melhora só deve ocorrer em 2018

Texto: Nathalia Lopes

De outubro de 2014 até o último mês de março, cerca de 1,1 milhão de vagas foram eliminadas; segundo o presidente da Sinduscon-SP a melhora só deve ocorrer em 2018


Desde outubro de 2014, a construção já perdeu 1,1 milhão de postos de emprego (Crédito: Robert Hoetink/ Shutterstock)

17/05/2017 – O número de empregos na construção brasileira caiu pelo 30° mês consecutivo e já acumula 1,1 milhão de vagas eliminadas no período encerrado em março. Com 9.983 trabalhadores a menos, a queda em relação ao mês de fevereiro foi de 0,40%.

Em comparação com março de 2016, a contração no mercado de trabalho foi de 13,44%. Em outubro de 2014, primeiro mês com índice negativo, existiam 3,57 postos de emprego. Atualmente o número é de 2,47 milhões. .

Os dados têm abrangência nacional e compõem uma pesquisa realizada pelo Sindicato da Indústria da Construção Civil do Estado de São Paulo (Sinduscon-SP) e pela Fundação Getúlio Vargas (FGV), com base em informações do Ministério do Trabalho e do Emprego (MTE).

Segundo o presidente da Sinduscon-SP, José Romeu Ferraz Neto, a retomada do setor só deve ocorrer em 2018. No momento são aguardadas as reformas da previdência e o lançamento do programa Avançar, pelo qual o governo irá investir R$ 22,7 bilhões em obras do setor de transportes.

Veja a variação dos postos de trabalho por região.

Região Variação nos postos de trabalho Maior queda Destaque positivo
Centro-Oeste -0,03% Mato Grosso (-0,66%) Mato Grosso do Sul (+1,29%)
Sul - 0,32 % Rio Grande do Sul
( -0,49)
-
Sudeste - 0,40% São Paulo (-0,76) Espírito Santo (+ 1,33%)
Norte - 0,73% Rondônia (-2,29%) Roraima (+ 0,43)
Nordeste - 0,53% Maranhão (-2,11%) Rio Grande do Norte (+2,60%)
Gostou deste conteúdo? Cadastre-se para receber gratuitamente nossos boletins.

Complete seu cadastro

Receba gratuitamente os Boletins e
Informativos do Portal AECweb.

+55 (11) 3879-7777

Fale conosco